desenhos animados
QUEM SÃO OS DESENHISTAS DOS NOSSOS SUPER-HERÓIS?
20 de novembro de 2016
oficina de arte para crianças
arte e vida
24 de julho de 2017

ARTE NAS FÉRIAS PARA CRIANÇADA

oficina de arte para crianças
"As pessoas possuem inteligência e percepção, desenvolvidas em maior ou menor grau, dependendo das oportunidades que lhes foram oferecidas."
Lucia Pimentel

O Atelier de Arte Maria José Boaventura, oferece pelo terceiro ano consecutivo a Oficina de Férias para a Criançada, que tem como objetivo, proporcionar vivências, percepções estéticas e sensoriais para as crianças, para que desenvolvam a inteligência, o autoconhecimento, a sensibilidade, a expressão, a criatividade, a intelectualidade. Mesmo nestas oficinas, que ocorrem em um curto espaço de tempo, o contato com o fazer artístico estimula a concentração e provoca sensações prazerosas nas crianças. Assim sendo, elas vão relaxando e preparando de forma sutil, para mais um ano letivo que se aproxima.

O ensino de arte não é linear e a metodologia deve ser adequada, as atividades são para estimularem as crianças no contato com o material artístico e com as infinitas possibilidades de expressão.

Nesta oficina as crianças terão acesso ao seu mundo imagético, que será a base de sua produção. Não haverá desenhos prontos para serem “coloridos”. Os desenhos serão criados pelas crianças, a partir dos seus repertórios. A orientação e a metodologia aplicada, conduz as crianças para fazerem suas próprias produções e tem como objetivo a vivencia estética, a espontaneidade e a expressão de acordo com o universo infantil de cada aluno. Aqui o desenho e a pintura são das crianças, que tem como proposta valorizar a capacidade criativa e intelectual, de cada aluno.

“Ao se ensinar e aprender arte é preciso que se assegure continuidade e ruptura, garantindo uma prática artística/pedagógica consistente, responsável e respeitável. As pessoas possuem inteligência e percepção, desenvolvidas em maior ou menor grau, dependendo das oportunidades que lhes foram oferecidas. O ensino de arte deve ir além da inteligência e da percepção já instituídas. É necessário trabalhar um outro nível de pensamento. Ao se lidar com arte, lida-se não somente com conhecimento específico, com sensibilidade e com emoção, com identidade e com subjetividade, mas também e certamente com o pensamento em outro nível que não é o comumente utilizado no dia-a-dia na escola. É preciso que elas tenham possibilidade de criar o que quiserem, mas sempre estimuladas a conhecer novas perspectivas e novos materiais, sempre”. Lucia Pimentel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *